sexta-feira, 12 de março de 2010

Decisões... tomadas?

Estava decidido: apartir daquele dia, sua vida ganharia um novo rumo. Nada mais de lamentações, tristezas ou angústias em seu peito. Queria se libertar do que estava vivendo, pois sabia que não tinha parte nisso! (ledo engano!)

Começou a frequentar novos lugares, a fazer novos amigos, a enfrentar novos desafios. Assim, concluiu, poderia esquecer o que o aflingia. Se lembrou como seu amigo - antes inimigo - sempre agia (era de sua natureza): deixava as coisas acontecerem, como uma folha solta ao vento, sem destino, apenas aproveitando a brisa a carregá-la, indo a lugares onde nunca fora, vendo coisas que nunca imaginara. E ele agia assim, cantando, dançando, sorrindo...

(...)

Mas ele sabia que não era o que representava nem o que estava sentindo, pois aquilo tudo era só uma forma de enganar a si mesmo. Sabia que seus pensamentos continuavam girando em torno de um só objetivo e, por mais que disfarçasse, não conseguiria esquecer.

Só resta, para ele, voltar para casa, descansar... Ao acordar, seguiria a premissa de seguir a vida como idealizara, mas a sua real essência, ele não deixaria de ser e sentir...

Tome seu café, sorria e saia de casa, mas não esqueça de colocar sua maquiagem, pois quem nasce pra ser pierrot nunca será arlequim.

3 comentários:

LM Pizzato disse...

muito bom, muito verdadeiro.
Perfeito

Sheyna A. A. disse...

Muita identificação.
Ao mesmo tempo que quero estar irradiante, não tenho conseguido.
manter-me positiva, confiante, acreditando, realmente o faço por dentro, e até por fora, alguns dias...semanas... mas ainda carrego dúvidas existenciais, desgosto em olhar no gande espelho do elevador do prédio, ainda que amigos e etc tentem me convencer que sou bonita e que preciso acreditar em mim... às vezes dá certo, e por alguns dia, tempo, eu acredito...até acontecer algo que balance meu bem-estar, equilíbrio... e aí fico assim, sonsa... meio em choque...
Saio para bares, não vejo pra onde olhar, se o conselho é olhar para os lados, nada tem me atraído, e o que me atrai não se atrai por mim...
Difícil... e quase 30, assusta.
Mas não estou péssima não, só reflexiva, com medo...
E identificando-me com o que li aqui.
Bem vindo ao meu Fantástico Mundo

Letthyssia disse...

"pois quem nasce pra ser pierrot nunca será arlequim"


... eu jamais esqueço da minha maquiagem.